Ciclo do amor moderno

Oi tudo bem, costumas vir aqui, adoro o teu perfume, aceitas uma bebida, como é que te chamas, o que estudas, eu também gosto de Maroon 5, deixa que eu te adiciono no Facebook, deixa que eu pago a conta, queres boleia, queres subir, bom dia, quero te ver de novo, podes na terça, e na sexta, e no sábado, apanho-te às oito, tás linda, conheço um restaurante que vais gostar, encontrei um texto na internet para ti, mandei-te pelo Whatsapp, tens tatuagem, já foste a Tavira, gostas de fotografia, queres pedir a conta, conheço um lugar aqui perto que tem um bom ambiente e boa música, queres ir comigo, tudo bem também estou cansado, queres subir, não tenho mais preservativos, bom dia, quero-te ver de novo, cinema, teatro, vai haver uma festa também, tás linda, vamos tirar uma selfie, a peça é boa, vamos beber uma cerveja, és ainda mais bonita bêbada, marquei-te na nossa foto no Instagram, vou pedir a conta, queres subir, dorme aqui hoje, bom dia, preparei o pequeno almoço, queres dar uma escapadinha este fim de semana, pessoal esta é a Bruna, toda a gente gostou de ti, claro que é namoro, falamo-nos durante toda a semana, desculpa bom dia, hoje não dá porque vou ficar a trabalhar até mais tarde, amanhã não dá porque vai dar um jogo de futebol, depois vou ter um ensaio da banda, sim tenho uma banda, pode ser na segunda, fogo adormeces tão cedo, eu tento passar por aí pelo menos para te dar boa noite, não consegui, dói-me as costas, a minha avó morreu, o meu carro está na oficina, tenho um jantar de trabalho, tá bom eu vou, meu Deus que sítio chato, que cara de mal disposta, que empregado idiota, que mulher bonita, que cerveja quente, que som tão alto, reparei sim, cortaste não foi, ah mudaste a cor, vamos embora, eu deixo-te em casa, hoje não dá, tou com enxaquecas, tenho que terminar o ficheiro no excel, a namorada do Pedro terminou com ele, a minha mãe vem a Lisboa,  aniversário de um colega, não estou muito animado, por que queres terminar, dá-me mais uma chance, eu prometo que vou mudar, vamos sair, quando quiseres, onde quiseres, eu apanho-te, tás linda, linda, linda, é sobre o quê essa exposição,  que interessante, este bar é de jazz, eu pago a conta, vamos subir, dorme aqui em casa, fiz o pequeno-almoço, o teu perfume é bom, imprimi um texto que li na internet e lembrei-me de ti, vamos a Tavira passear uns dias estamos a precisar, mas não este mês, não nestas férias, não neste ano, porque vou ficar preso ao futebol, amanhã é o casamento do Pedro, as minhas enxaquecas pioraram, a minha avó ressuscitou, a minha banda terminou, vou organizar um jantar para a minha mãe, juro que é apenas uma colega, o meu facebook tá com vírus, tá frio, tá calor e eu hoje não estou com muita cabeça para isso vai tu.

Priscila Nicolielo (adaptado)

também poderás gostar...