O segredo


Hoje em dia as mulheres estão cada vez mais independentes, tal como nós homens sempre fomos.
As mulheres não precisam dos homens para nada, os homens não precisam das mulheres para nada e assim, vive a mentalidade da sociedade de hoje, dos 20 aos 30 anos.
Pois, é precisamente dos 20 aos 30 que se adquire mais prazer através de sexo.
Ora, matematicamente, foi só juntar 1+1=2 ou se for, de uma forma secreta e apreciada por uma mulher minimamente inteligente, pode também ser 69 ou outro número qualquer.
Claro que isto poderia ter uma explicação muito mais exacta. Mas a forma como o jogo foi criado e derivado de quê, não vem ao caso. Talvez um dia te conte, mas duvido que queiras saber.

Em Junho de 2011, eu criei algo que batizei como "o jogo" e isto era, e é o meu segredo.
Não espero que entendas ou compreendas, na verdade não espero mesmo nada. Tou a fazer isto, porque não quero um dia vir me a arrepender de não o ter feito, talvez acredite que um dia, nós ainda possamos reencontrar o que sobrou da nossa paixão. Quero que me conheças hoje, para que um dia não te tenha nada a esconder ou ter algo que tu não devas descobrir.
Talvez não reconheças as minhas palavras, talvez não queiras nem saber, mas eu tenho que te dizer.
Na verdade a minha vida nunca foi assim tão monótona, como te tentei fazer acreditar. Na verdade, tu também nunca te interessaste muito, talvez por receio da tua audácia, ou talvez simplesmente só quereres uma coisa de mim. Não te julgo.. não foste a primeira a tentar me iludir.
A diferença contigo, foi que inconscientemente deixei-me iludir, porque eras diferente e boa no que fazias, porque estavas tão sozinha, com tamanha responsablidade às costas, porque isso fez-me querer te ajudar, isso fez-me querer te proteger, queria estar contigo, saber como estavas. O erro foi meu, eu sei..
Na verdade tu só querias ser tratada como qualquer outra mulher.
Os olhos que não enxergaram, foram os meus, eu sei..
Estavas tão frágil, que seria tão fácil para mim, fazer de ti mais uma jogadora no meu jogo.
Mas foi exactamente nessa altura que pensei que me tinhas aberto os olhos e feito aprender uma lição.
Cancelei o jogo, cortei todos os contactos com jogadoras e até apaguei a página do jogo no facebook.
Tive medo que descobrisses algo sobre mim, porque comecei a gostar a sério de ti.
Tive medo de magoar ainda mais, uma mulher que mesmo tentando esconder, suas energias davam bastantes sinais de insegurança.
Eu sabia que a tua alta auto-estima comigo, não passava de uma farsa. Mas também foi isso que me atraiu muito a ti. Uma mulher optimista, em condições normais terá facilmente uma boa auto-estima, mas a tua confiança era demasiado elevada para as condições que passavas. Eu admirei muito isso em ti. Mostraste me tudo o que eu gosto numa mulher, deste-me tudo o que esperava de ti. Mexeste em quase tudo o que não era permitido, deixei-te quebrar todas as regras do meu "jogo".. Algo que um mês antes seria impensável para mim.
Pensei que tinha encontrado a mulher que um dia os meus filhos iriam chamar de mãe.
Mas estava enganado, eu sei..
Tá explicado porque um dia te disse que tinha medo de mulheres como tu. Provaste que eras uma mulher muito inteligente, mas não conseguiste o que querias de mim. No entanto, conseguiste muito mais e não lhe soubeste dar o devido valor.
O karma é foda, eu sei..
Eu sabia que um dia ia levar com as regras do meu próprio jogo.

Por isso, voltei a criar a página e estou de volta ao jogo. Quero voltar a ser aquilo que era quando te apaixonaste por mim, quero voltar a não sofrer por preocupação ou ciúme. Quero que também ninguém sofra por mim.
Desta vez, terei que dar valor a estas mulheres que realmente me procuram. Posso até só ser um escape na vida delas, eu sei..
Mas pelo menos, demonstram que precisam de mim, mesmo que represente um pequeno papel nas suas vidas.
Tantas vezes falavas que eu fazia jogo contigo. Na volta já sabias de tudo. Mas se sabias, porque nunca me disseste!?
Ou talvez inconscientemente tivesses razão, sim..
Eu fazia jogo, eu sei..
Mas nunca foi contigo.
Tu nunca serás uma jogadora no meu jogo.

Quero apenas que saibas, que de todas as mulheres que conheço, nem uma, me fez sentir como tu.
E não, isto não é jogo.
Talvez eu tivesse carente de poder amar alguém.. Talvez..
Tenho que admitir, que as regras foram também criadas de forma quase perfeita, para que nem eu pudesse amar, eu sei..
No entanto, deixei-me enganar pela única mulher que se calhar não devia.
Fico triste, por estar desiludido, mas não poderia ter sido melhor lição para me fazer voltar à minha rota inicial.
Assim.. com outra sabedoria.
Agora que sabes de tudo, acabo de quebrar a única regra que ainda faltava.
Eu tenho de certa forma, ao longo de estes quase cinco anos, conseguido manter todas estas regras impenetráveis.
Só tu, como não jogadora, foste excepção. Talvez me tenhas usado ou talvez tivesses razão.
Mas nunca nada disso foi alguma vez superior ao que eu senti por ti.
Por isso peço-te que, pelo menos, respeites o meu jogo, me respeites a mim e mantenhas o segredo secreto.

M.A.H.G.

também poderás gostar...