Mais uma noite…


Mais uma noite em que, simplesmente, não apareces nem dizes nada. Mais uma noite em que fico a pensar se ainda trabalhas ou se adormeceste no sofá de casa dos teus pais. É só mais uma noite em que tenho a certeza que quero mais, que mereço mais.

Desta vez decido fazer o mesmo, limito-me a esperar. A esperar por aquela mensagem que não chega, pelo toque do telemóvel que não oiço, por mais uma desculpa tua que não compreendo. Não percebes o quanto me magoas com essas tuas atitudes, mas pior, não imaginas o quanto me dói saber que tu não consegues ver que estás errado.

Sei que és distraído como nunca pensei que alguém o pudesse ser mas isso não é desculpa para tudo. Esqueceres-te de mim? Passar um dia todo sem falar comigo e adormeceres sem sequer ligar? E como estas cenas, tantas outras. Desculpa mas não é normal. Desculpa mas, apesar de agradecer o quanto mudaste por mim, ainda não é suficiente. Preciso de mais e tu sabes tão bem como eu que podias fazer melhor, mas não queres.

Pergunto-me todos os dias se estarás preparado para esta relação. E, sinceramente, não sei a que conclusão chegar. Ainda não estás consciente que o trabalho não é tudo na vida e que, numa relação, não é só receber, também é preciso dar.

Custa-me tanto que não vejas que estamos juntos porque eu te escolhi, custa-me que não percebas que tantos outros rapazes gostavam de me fazer feliz e que estão só à espera que cometas um deslize. Mal sabem eles a quantidade de lágrimas que derramei, que ainda derramo. Custa-me que eu te ponha sempre em primeiro lugar e que tu não me dês valor. Ando a ficar farta, não queria nem quero mas sinto que o ponto de rutura está para breve.

Quantas mais desilusões serei capaz de aguentar? Quantas mais vezes vou colocar o amor que sinto por ti à frente do amor próprio? Amo-te tanto mas a cada dia que passa fico mais desiludida contigo. Amo-te tanto mas estou tão cansada. Desculpa, mas também tenho de me amar.

Daniela Martins

também poderás gostar...

Imagem

Amor bom é amor leve