Nunca é tarde para pedir perdão


Implorei-te para ficares! Supliquei que pensasses duas vezes, que nos desses uma segunda chance, que não desistisses. Não quiseste saber, partiste sem hesitar. Que coração de gelo, pensei.

Hoje sei que naquele dia choraste. Tinha esperança que o fizesses, pelo menos provava que eras capaz de sentir, não vi mas sei que também foste abaixo. Eu disse-te que te ias arrepender e tu só me pedias um tempo. Como é que eu podia seguir com a minha vida em frente se tudo o que eu mais queria era que voltássemos um para o outro?

Esperei, esperei muito mas sou humana! E cansei de ficar na corda bamba. Percebi que não ias voltar quando me deixaste sozinha num dos dias mais importantes da minha vida, dia esse que sempre juraste passá-lo comigo independentemente de sermos ou não namorados. A espera tinha acabado mas a minha vida estava apenas a começar. Aproveitei o verão para alcançar as coisas que realmente importavam: passei bons tempos com os amigos, tirei a carta de condução, entrei na faculdade que sempre quis no curso que sempre quis. Tudo se estava a compor.

Até que um dia o telemóvel toca. Não posso querer! “Olá menina”. Fiquei sem reação, li e reli a mensagem vezes sem conta até cair em mim, era mesmo uma mensagem tua. Respondi com um simples “Olá”. Não sabia o que mais dizer, não sabia no que aquilo ia dar. Ao início foi estranho mas em pouco tempo reconheceste que tinhas errado “Se soubesses o quanto estou arrependido…”.

A raiva invadiu os meus pensamentos e uma mágoa fez-se notar transformando-se em lágrimas que me escorreram pelo resto. Não imaginas o quanto sofri, os dias que passei fechada a gritar mas que nunca ninguém ouviu. E ainda me dizes que tu é que sofreste?

Como se nada fosse, pediste para te perdoar e para ficar a teu lado. Três meses… Três meses tinham passado e só agora é que querias voltar? Tanto tempo a ignorar-me e finalmente, quando decido colocar tudo no passado, tu vens de mansinho? No entanto, disseste algumas palavras acertadas que me fizeram questionar se eu estava a viver ou apenas a sobreviver sem ti.

Foi a minha vez de te pedir para esperar, também tinha esse direito. Mas ao contrário de ti, não foram necessários três meses. Bastaram duas semanas para perceber que ainda não era tarde… Que ambos merecíamos uma nova oportunidade. E é graças a esta decisão que hoje estamos juntos e felizes. Tínhamos tudo para dar errado, mas a verdade é que tudo está a dar certo.

Como disseste, nunca é tarde para admitir que estamos errados e pedirmos desculpa, desde que estejamos conscientes que esses erros não são para repetir. “Vale sempre a pena tentarmos.”

Daniela Martins

também poderás gostar...

Imagem

Amor bom é amor leve