Vem


Vem, consome-me de corpo e alma. 
Estou aqui, mas só hoje, despida, nua, sem qualquer tipo de complexo, vem, mas só hoje e faz me tua, tua posse, tua submissa. 

Vem e mata-me com esse olhar que diz o tanto que as palavras não têm coragem de dizer, mas só hoje. Vem e diz-me tudo o que sempre me quiseste dizer, sem medo, pudor ou insegurança. 

Vem, simplesmente aparece e faz-me confessar os meus pecados carnais por ti. Vem e diz-me o que é que dizem os teus olhos, porque só o universo sabe o quanto te quero neste momento. Sem ilusões, falsas esperanças ou contos de fadas, hoje, mas somente hoje, VEM.

Anabela Guerreiro

também poderás gostar...

Imagem

Amor bom é amor leve