Ela é do tipo de mulher que deus te dá conhecer enquanto és jovem


 Ela é do tipo de mulher que deus te dá conhecer enquanto és jovem.

Afinal quem gere amor,  nem sempre o recebe. Aprendi que amar não conjugal, amar é individual. Tanto para te mostrar que acabo por não o fazer, tanto por te falar e nada digo,  apenas escrevo,  com as mais simples palavras.

Sabes quando o vento sopra mais forte e perdes o equilíbrio?  Serei eu sem ti, sem saber o caminho pelo qual seguir, quando  já teria escrito em mim por linhas  tortas esta história. Terias em teu corpo as mãos mais puras e honestas apesar de unhas ruídas, a alma mais inocente e limpa para ti.

 Percebi que as diferenças até se completam, como um abraço de diversos tamanhos que se juntam.  Serão inúmeras palavras para descrever num único órgão a sentir. Números insignificantes a percorrer. O longe torna se perto, as descrições de cor,  sexo, idade religião tornam se ignorantes aos olhos de quem ama.

Eu já vi um preto e branco entre nós, mas espero que tantas vezes aquilo que me pareceu um fim, é afinal o princípio.

Num livro com mais de cem páginas, não necessitaria de uma capa, apenas de uma das páginas, em que pudesse escrever "Amo-te" .

Vera Oliveira

também poderás gostar...