Hoje fomos beber café...


Hoje fomos beber café e tu nem gostas de café, por isso bebeste outra coisa.

Mas eu bebi café, porque o café me lembra de ti, lembra-me de te ter nos meus braços, lembra-me das nossas manhãs frias de inverno em que queríamos ficar eternamente na cama, mas tínhamos coisas a fazer, oh mas tínhamos tanta vontade.
Hoje olhei-te nos olhos outra vez, senti-me tão viva, como é possível que ainda me faças sentir viva se já não vivo contigo? Acho que continuo a viver por ti, talvez vá ser sempre assim, porque a vida continua a girar à tua volta mesmo quando já não fazes parte dela.

Sorri-te, podia ser que ainda amasses o meu sorriso, mas não, apenas sorriste de volta, mas os teus olhos já não brilharam. Como é que já não tens aquele brilho nos olhos por mim? Se calhar o amor acabou mesmo, mas não é suposto o amor ser eterno? Ou a eternidade não existe?

Apaixonei-me mais um bocadinho por ti, mas será certo? Será certo eu apaixonar-me mais por ti quando tu te apaixonas mais por ela? Eu sei que ela te faz feliz, oh e tu fazes-me feliz a mim. Nem eu sei como, talvez o amor seja isso, eu feliz por ti e tu feliz por ela e ela por ti.

Quando os meus lábios tocaram no café lembrei-me que quero que sejas a pessoa mais feliz do mundo, será que o café me transmite isso ou foste tu? Não sei, mas quando saboreie o café lembrei-me que quero que cases. Sim isso mesmo, casa com ela. Quero ser feliz ao ver-te feliz.

Trocamos palavras e as tuas continuam a encher o meu coração, exatamente da mesma maneira. Continuo a ter os teus vícios, talvez isso nunca desapareça, porque acho que o amor é isso e tornarmos nos noutra pessoa sendo nós mesmos. E foi isso que me fizeste.
Tornaste-me noutra pessoa, mas continuo a ser tão eu, porque continuo a ser tão tua. E acho que nem o café apaga isso.
Continuo a ser apressada a beber café, não que não goste do sabor, mas já sabes acho que estou sempre a competir com o relógio, mas hoje não tive pressa. Será que ainda paras o meu relógio ou sou eu que quero que o momento não acabe? Talvez seja eu ou então és tu.
O café acabou mas tu continuas aqui, será que te posso olhar para sempre?

Hoje fomos beber café e tu nem gostas de café, mas talvez o amor seja isso, eu a beber café apaixonada por ti e tu a beber outra coisa porque o café não te satisfaz, mas amo-te mesmo que não gostes de café.

Joana Caiado

também poderás gostar...