Talvez um dia consiga desistir de ti

Por vezes não temos consciência que um dia tudo vai acabar, ou não queremos ter. Queremos tanto que a outra pessoa nos ame como nós a amamos que perdemos a noção, começamos a pedir um sentimento que não deve ser pedinchado, deve ser sincero.
No entanto, a vontade de te ter de volta é tão grande. Quero que voltes, que me acalmes, que me venhas secar estas lágrimas infinitas. Quero que olhes nos meus olhos e que me digas que isto ainda não acabou.
Criei sonhos contigo, enquanto me conquistavas apenas por palavras... palavras essas que diziam e expressavam tudo aquilo que eu outrora precisava de ouvir. E se nunca mais tiver oportunidade de ler tudo aquilo que já me disseste? Se nunca mais tiver oportunidade de olhar para ti, te tocar e ser feliz ao lado de quem amo?
Neste momento não sei como reagir, talvez seja normal toda esta magoa que estou a sentir, mas não aguento mais. Tenho consciência que por vezes o melhor é seguir em frente, no entanto para isso acontecer é preciso querer, e eu não quero. Quero alguém que me dê amor, carinho, atenção, mas quero que esse alguém sejas tu. Não quero dar espaço a mais ninguém, não sei o que fazer.
Talvez um dia consiga desistir, talvez esteja fraca para isso neste momento, mas és tudo o que eu sempre quis ter. Todo o silêncio deste afastamento está a destruir-me. Apenas quero que isto tudo seja um mero comportamento de orgulho e que um dia voltes para mim, mas tenho medo estar a criar ilusões e que isso nunca venha a acontecer. Custa perceber quão dependente emocionalmente estou, assusta.
Espero que um dia tudo passe, quero que ainda venhas a fazer parte do meu futuro.

Autor anónimo

também poderás gostar...

Hoje apeteces-me