Minha mais doce incompletude

Por que ele se apaixonou por ela?
Eu ficava inquieto e era desconcertante toda vez que esta pergunta ecoava nos meus ouvidos e muito além disso..
Por que ela?
E depois de um tempo eu me dei conta do quão difícil seria eu não me entregar ao "lance" e ficar tanto tempo resistindo aos encantos dela já não é mais uma opção viável para mim.
Sabe aquele livro que você lê e não consegue parar? Eu não quero parar. Como um frenesim, um vício, algo a ser descoberto..
Quero poder devorar, decifra- la e ler cada meio sorriso que ela me dava.. E mais do que isso (não posso mentir) sentir o corpo que ela tanta esconde e quanto mais esconde mais me faz querer tê-lo pra mim, e só pra mim. Ser minha.
E sentir, saborear aquele tal  "cheiro morno" que soou a princípio tão infantil ou engraçado nos meus ouvidos.
Morena, Negra ou mestiça não importa a definição que ela tenha para os outros.. Só encoste a sua pele macia e de ébano na minha e me deixa ver o que as nossas cores podem dizer e o que há nas malditas e saborosas entrelinhas do ser santa e ser louca .
Ela me faz sentir aquele menino do sorriso sincero, aquele que não precisava de aparências, sem máscaras e despedido de qualquer valor, julgamento.. eu sou simplesmente nada com ela e é como se o meu existir bastasse. Eu me tornará o tudo.

Peço licença para citar Machado de Assis, mas só depois dela.. só depois de me perder naqueles olhos, depois de me inquietar com cada silêncio que ela fazia em nossas conversas , e depois de cada sorriso faceiro, daquelas mãos que tocavam o meu rosto, a minha barba e o minh'alma que eu entendi o significado daquelas páginas de Capitu.

 Sim Casmurro, eu conheci uma menina , uma mulher com olhos de ressaca.

Era minha pretinha, minha cigana oblíqua e dissimulada .

Cinthya Santos

também poderás gostar...