Primeiro estás tu, só depois os outros

É certo e sabido que há vários tipos de pessoas, entre esses as aproveitadoras e as que se deixam aproveitar, que é como quem diz, que faz de tudo pelos outros.
Alguém precisa de nos dizer que nem todas as amizades verdadeiras são para sempre. Além disso que sabemos nós do que é o maldito 'Para sempre'? Nem eu sei! Nem a minha mãe sabe. Tudo o que sei é que as amizades, sejam verdadeiras ou não, não são para sempre.
As pessoas mudam por entre variadas circunstâncias, ou apenas porque sim, sem razão aparente, ou porque encontraram o 'amor da vida delas' e, minha amiga, lamento desapontar-te mas aí ou esperas ou já foste e, por fim, porque já não te qualificas para 'boa amiga', os teus apontamentos já não servem, a tua companhia já não serve, enfim...
Sei que estou a ser negativa, mas ninguém me avisou que crescer seria assim!
Dá tudo de ti ao máximo, pois se as relações, quaisquer que forem, não resultarem, terás duas certezas: foste uma pessoa muitíssimo burra, mas no entanto estás de consciência tranquila e, quem não presta, de certeza que não és tu! Mas sim aquela pessoa que não deu valor a ti.
Uma amizade quando acaba, talvez magoe mais que se for o nosso companheiro ou companheira a terminar a nossa relação. Tudo isto porque normalmente o amor tem tendência a acabar, mas o amor de amigas, esse é suposto ser um amor de irmãs.
Um conselho: Jamais questiones o teu valor, lembra-te 'primeiro tu, depois os outros', terás de ser egoísta se queres ser feliz, os outros são os outros e não é graças a eles que vives, mas sim ao que está dentro de ti!
Agradece a quem permanece do teu lado, pois não é porque uma amizade termine que não encontrarás mais pessoas na vida.
Gratidão acima de tudo,
Dá o melhor de ti.

Incompletasme

também poderás gostar...

Hoje apeteces-me