Obrigado por fingires


Acho que havia de existir uma espécie de Oscares na realidade.

Qualquer coisa do género: O Oscar para melhor revelação no filme: "A Vida de uma Adolescente" vai para o rapaz que fingiu ser diferente e revelou-se o maior mentiroso e aldrabão de todos os tempos.

E o Oscar para melhor atriz no papel principal do filme: A Vida de uma Adolescente" vai para a rapariga que estava sempre a sorrir à frente dos outros mas que na realidade chorava.

Pois é, a verdade é que a maioria das pessoas finge ser algo que não é, e quando chega a altura, revela-se e muitas das vezes acaba por se  tornar uma grande desilusão.
E temos outras que conseguem manter um sorriso, porque todas as noites em frente ao espelho o treinam enquanto choram.
Essa é a triste realidade. E porquê? Porque ninguém quer saber. Porque se toda a gente se preocupasse ninguém saía magoado, não havia falsidades, desilusões.
Por outro lado, não cresceríamos, não apreenderíamos com os nossos erros. E acabávamos por não nos tornarmos fortes. Porque é isso que a tristeza e a raiva nos faz, torna-nos mais fortes.
"O que não nos mata torna-nos mais fortes!"

 Ana Santos

também poderás gostar...

Hoje apeteces-me