Mensagem para ti

Não escrevo por raiva ou por tristeza, mas sim por desabafo. Comecei a namorar contigo parece que foi ontem, contaste-me todos os teus defeitos, ou quase todos, eu contei-te os meus, sim todos. Sabendo todos os teus defeitos, pela segunda vez na vida achei que conseguia mostrar a uma mulher que nem todos os homens são iguais, não me digo melhor, mas sim diferente, não te sei explicar se essa diferença que sinto é por desde pequeno que era um grande gordo, só imaginava como era bom ter namorada e mostrar-lhe do que realmente um homem é feito. 

No entanto não fui capaz, nos 2 primeiros meses parecia que já te conhecia de alto a baixo, sabia quando mentias,ocultavas ou quando estavas realmente feliz, sempre vi na tua cara uma "cara sem expressão", parecia sempre que nunca estavas feliz, sendo assim era a minha função mudar isso, vi também que eras super ciumenta. "Sem problemas! Ela comigo não tem que se preocupar e isso ela vai entender". Grandes amigos meus falaram contigo pessoalmente explicaram-te como eu era desde que me conheciam. A tua possessividade era extrema, mas mais uma vez "comigo não tinhas que te preocupar" este foi sempre o meu pensamento, até que reparei que deixei de ter amigas para não criar mais uma discussão, apaguei o meu FB, Instagram, por ti, não é que isso sejam coisas importantes na minha vida, não me interpretes mal, mas são coisas que não deviam acontecer! Deixei grandes amigos para trás que ainda hoje não sei se conseguirei que me perdoem, porquê? Porque sempre falavas mal deles e fazias parecer que o que eles tinham dito era gravíssimo, acumulei isso tudo comigo e deixei os para trás, porquê? Para te satisfazer mais uma vez. Deixei a casa dos meus pais porque tu tinhas de sair do sítio onde vivias e mal, porque criavas atritos com todos!

Gastei todo o meu dinheiro com a "nossa casa" em que nos dois primeiros dias dormi no sofá porque tu estavas sempre chateada sem razão, quando sempre fiz o melhor para ti e por ti! Cheguei a passar os meus anos com a tua família coisa que me estava a custar imenso, mas era o que te deixava feliz é isso é que importava, não me preocupava com a minha felicidade mas sim com a tua, sempre! Aquelas pequenas perguntas como, "Que música é essa? Andas me a trair? Comigo nunca ouviste isso" ou então eu estar no sofá 2 horas literalmente a implorar que parasses de me massacrar. Com o tempo, fui-me sentindo cada dia mais triste, todos os meus trabalhos corriam mal, que era o que mais adorava na minha vida, fui-me sentindo desamado, sentia que tu só me magoavas, engraçado, que de graça não tem nada, nunca ouvi um elogio teu, só críticas, tudo era um problema para ti, tudo isso fez me sentir uma verdadeira porcaria ambulante que para nada servia, mas achei que só podia estar maluco e realmente não prestava para nada, pois nada te trazia felicidade. 

Certo dia em "nossa casa" conseguiste que eu perdesse a cabeça e ao final de 2horas a implorar que parasses de me chatear, a única solução foi ofender-te.Nojento eu sei! Mas já não sabia como escapar a uma discussão, não sabia como fazer-te parar e fazer te entender que todas essas manias eram prejudiciais para a vida que tencionava construir contigo! Queria que fosses a mulher da minha vida! Sabes o quão frustrante era ver tudo a ir por água abaixo por tu não conseguires parar? Todos os dias me ofendias, todos os dias me chamavas "maluco", nisso dou-te os meus parabéns, quase acreditei que estava mesmo. Inúmeras foram as mentiras que tu me contaste ou omitiste em que eu sabia perfeitamente que me estavas a mentir e puxava por ti e tu lá contavas, com a desculpa que tinhas medo que eu me passasse. Claro escusado será dizer que realmente ficava chateado por saber que não me contaste logo. Mas sabes o que mais me magoava? Saber que algumas vezes, que eram muitas, tu me mentias e eu fingia que acreditava para não haver discussão ou porque sabia que não me contarias com"medo que eu me passasse". Certa altura sabia que só havia duas maneiras desta relação "TÓXICA" acabar. Até comentei com os meus "poucos amigos" que me restavam, ou tu me traias ou ficavas interessada por alguém e dizias-me.

Claro que como te conhecia, sabia que andavas a fazer algo de errado. Só não sabia que um dia que passasse por tua casa, para ir para a minha (coisa que não tenho opção de escolha), iria ver o carro do teu ex e a ele dentro do teu quarto como se estivesse em casa, confrontando-te com isso na mesma hora em que vi isso, tu negaste, chamaste me maluco, que quase acreditava se não soubesse o carro e a matrícula dele, foi nojento, foi a segunda vez na minha vida e atenção que só namorei com duas. 

Perdeste todo o interesse que tinhas, todo o encanto, toda a beleza que não é nenhuma, que eu via em ti. Senti que o meu mundo tinha desabado, não me consegui manter no trabalho que tinha, desisti, mas isso fui eu que fui fraco de cabeça. Vi-te todos os dias a partir daí, foi sempre vontade minha ir ter contigo e chamar-te tudo ou abrir-te os olhos e fazer-te admitir que erraste, mas era escusado, pois não merecias isso e claramente que eu ia perder a cabeça. 

Dias depois de me traíres vi-te "naquele" bar que conheceste por mim, logo sabias que se me quisesses ver ou ser vista por algum amigo meu era lá que devias ir. Foste com dois homens casados (segundo o que me contaste quando começaste a trabalhar no restaurante), vê-los a fazerem se a ti foi nojento eles têm 40 anos tu tens 22 que vergonha, claro que o meu impulso foi ir lá, dizer lhe que deviam ter vergonha e a ti dizer te que eras nojenta por estares a fazer aquilo ali, quando sabias que serias vista por alguém meu conhecido. Consegui controlar me e fingir que não me eras nada, no fundo agora não és mesmo, aliás o que sinto por ti é tão degradante. É incrível como não vieste a minha porta pedir me desculpa ou ligar-me. Como é isso possível? Será vergonha? Ou será que nunca amaste de verdade e era tudo possessividade? Secalhar é isso, mas bom, só te queria dizer que um dia vais te arrepender de ter perdido um HOMEM ou até outro que venha mais tarde, aí será tarde, muito tarde, pois neste momento está uma MULHER a minha procura e vou permitir que ela me encontre e me trate bem e que não faça de mim vítima de bullying, engraçado que visto por fora parece que tu eras a vítima mas na realidade era eu sem saber que o era. Só te desejo grande felicidade na tua vida e que o arrependimento só te traga coisas boas como consequência. Se ainda estou triste? Claro!! Mas isso passa com o tempo, suei por um amor que pensei ser meu! Mas na verdade nunca foi! Foi sempre teu, o meu amor, o meu íntimo e os meus sentimentos, fiquei sem nada para mim! Graças a deus levaste tudo!! Pois era tão TÓXICO. Nunca fui um TUDO para ti, mas um dia vou acordar e vou ser um TUDO para alguém. Agradeço-te. Agradeço te o mal que me fizeste que agora me faz olhar para as pessoas de outra maneira. Agradeço pelas meias verdades que me contaste, agradeço pela falta de carinho, que vai fazer me dar mais carinho a outra pessoa. Agora? Sou só eu a pensar em ti suavemente,penso em ti como quem tem pena, só que desta vez, Pena do que perdeste, porque eu não me culpo mais, se um dia leres este texto, não assumas como uma afronta., Mas um ensinamento. 

Atenciosamente,

Anónimo 



também poderás gostar...