Tu, novamente

Tu, novamente!

Mas porquê aparecer logo agora, quando finalmente te estou a esquecer?
Mais uma vez apareceste das suas idas e vindas. Me fazendo ficar louca com esse teu sorriso pelo qual sou apaixonada.
Acabando com tudo que construí, o que ganhas com isso? Não vou negar, sinto saudades de nós, das conversas, dos risos bobos, mas como eu te falei, eu quero que isso fique no passado...


Ah!, eu não vou mentir, ainda gosto de ti, e sim ainda existe muito sentimento, mas eu sabia que não existia só eu na "jogada", existiam várias, não queria ser mais uma que tu irias brincar, e trocar por outra, como um brinquedo...


Eu falei-te que iria esperar por ti até onde pudesse, mas tu achas mesmo que eu iria esperar tu cansares-te de brincar com as tuas garotinhas, e vir atrás da garota que sempre corria atrás de ti, fazendo juras de amor? Tudo chega a um ponto que cansa, e eu cansei.


Eu achei um novo alguém, que ao contrário de ti, parecia recíproco, mas acabou, como tu mesmo já sabes não tenho sorte com finais felizes, mas apesar de tudo a vida que segue, encontrarei novos amores, quebrarei a cara milhões de vezes... Mas todos serão melhores que tu, apesar de tudo eu quero o teu bem, eu quero-te ver feliz, mas desta vez sem eu na tua vida.


Que a solidão nunca bata à tua porta, e que a minha saudade nunca te vá visitar...
Algum dia desses ir-te-ei mandar mensagens com algo triste, o término de outra paixão, ou até mesmo amizade, mas talvez a gente perca o contacto de vez.


Ainda assim, foi bom conhecer-te. Apesar de tudo, fizeste-me sorrir um dia.
E se algum dia precisares de alguém para desabafar, espero que te lembres de onde me encontrar.
Adeus...

Dias Aleida

também poderás gostar...