És tu



Era uma vez uma história de amor que ainda está por escrever...
Era uma vez um rapaz que me fazia sorrir, e punha o meu Mundo de pernas para o ar. Que me abraçava bem apertadinho e que dizia nas palavras mais doces alguma vez pronunciadas por um ser humano que nunca me deixaria ir.
O rapaz do sorriso que brilhava que nem uma estrela do céu.
Que me dizia que era linda, mesmo quando estava desleixada e tinha acabado de acordar.
Era uma vez o rapaz que eu amo do fundo do meu coração. Com quem eu tenho sonhos, e escrevo os meus sonhos acordados.
Que me escreve versos sem tino, e que me deixam cada vez mais apaixonada.
Que me acorda com o seu cantar desafinado, um pequeno-almoço mal cheiroso, e as mãos frias nas minhas costas.
Que ralha comigo por deixar a roupa desarrumada pela casa, e que deverias ser tu com esse hábito.
Querias!
Que me leva a dançar até altas horas da madrugada, por ruas desertas que são tão e somente nossas, onde as nossas vozes ecoam para além de toda a eternidade, e ficam gravadas em papel de fotografia.
Conheço de cor as tuas mãos meu apaixonado, de hoje, amanhã e para sempre.
A curva dos teus lábios de encontro à minha testa quando me dás beijos castos e sinceros, e o calor dos teus lábios de encontro aos meus, quando deixamos a imaginação tomar conta de nós.
Sinto que entrei numa aventura desde o primeiro instante em que te vi.
Amei-te sem razão e por todas as razões do Mundo.
Sei que nada se irá comparar a isso.
Amar é a maior aventura de todas.
E o meu sonho és tu, vá para onde for.

Ângela Santana


também poderás gostar...