As mulheres solteiras são parvas!

As verdades que encontro em conversas de almofada com as amigas, enquanto nos lamentamos dos homens que andam por aí, têm de ser enfrentadas. A verdade é: nós, mulheres solteiras, somos parvas! Atenção que, de burras não temos nada, até porque sabemos muito bem que isto é um facto difícil de colmatar. Temos dificuldade em admitir que o nosso real problema com o amor, muitas vezes somos nós próprias.

Sei que ninguém escolhe por quem se apaixona, mas todos escolhemos quem entra, quem sai e quem permanece na nossa vida. E se é assim, porque não escolhemos manter aqueles que sabemos que nos vão tratar bem?

Todas nós já tivemos aquele rapaz que nos tratava como uma princesa. Com o máximo carinho e respeito. Que nos elogia tudo e nos faz sentir perfeitas nem que seja por uns breves segundos. Ele até é giro e inteligente. Naquela pessoa temos tudo o que sempre pedimos. Mas, se ele é tudo que dizemos que queremos porque é que não conseguimos tremer de emoção, ficar sem saber o que dizer e sentir paixão. Era o que queríamos, certo?

Por alguma razão parece que nunca dá. Não significa que não sejamos capazes de valorizar estas atitudes mas, se é assim, o que falta? Não sabemos, não percebemos, e é por isso que o deixamos seguir sua vida enquanto nós acabamos a falar com o próximo parvalhão com graça a quem retribuímos um “olá” no Istadirect. Vamos admitir que sabemos o que nos espera, sabemos que estes rapazes que nos dão pica, vão fazer-nos sentir paixão e loucura, mas não nos vão tratar como sempre quisemos. E, mais uma vez, passado uns meses ficamos a chorar, a comer gelado, a perguntar o que temos de errado e a dizer que eles são todos iguais.

Para além de sermos parvas e de continuarmos a insistir em algo que não é real e que não vai acontecer, não temos nada de errado. Os homens são todos diferentes e nós só vamos perceber isso, e aceitar ser tratadas como desejamos quando percebermos que amor e paixão é diferente de paixão e loucura. No mundo real, o primeiro só acontece quando ambas as pessoas estão resolvidas consigo e com o mundo.

Até lá, seremos parvas. Se essa for a nossa escolha, porque sim, é uma escolha, então aproveitemos ao máximo, mas não podemos ser cínicas e criticar os forem sinceros Por agora, vamos só aceitar que somos parvas e seguir em frente, até ao dia em que vamos deixar de o ser.

Catarina Fialho


também poderás gostar...