Eu sei que és 'o tal'

Quase todas as vezes que estava à espera do autocarro, sentada naquele banco com uma amiga, tu passavas por lá no teu carro azul, e todas as vezes sentia o teu olhar, e em todas essas vezes dizia à minha amiga 'fogo aquele gajo deve ter uma mania' e a verdade era o que pensava sobre ti.

Cada dia que ali passavas reparava em ti e até te achava engraçado mas havia ali algo que me irritava. Até que um dia estava no café com essa mesma amiga e tu apareceste, reparei em ti mas não liguei e continuei como se ali não estivesses e passado um bocado fui para casa. Nessa mesma noite recebi uma notificação no Facebook e eras tu, um pedido de amizade teu. Assim que vi que eras tu aceitei só naquela ''do vamos ver se vem falar ou não''. E passados uns minutos ouço o 'plim' e desbloqueio o telemóvel e vejo que és tu. Penso para mim: "respondo ou não respondo?" e resolvi responder.

A partir desse momento começámos a falar e parecia que já nos conhecíamos há imenso tempo... foi estranho pois começamos a falar e vimos que tínhamos imensas coisas em comum, tantas coisas que parecia impossível só nos termos conhecido agora, conversámos imenso, até que combinamos o primeiro café passado super pouco tempo de conversa e aí pensei que íamos chegar ao café e íamos ficar a olhar um para outro sem nada para dizer mas nada disso aconteceu. Falámos e rimos toda a noite, como se aquele café não fosse o primeiro. Começámos a sair mais vezes. Eu sabia e sentia que eras o tal mas tinha coisas mal resolvidas do passado e magoei-te, mas quando senti o medo de te perder resolvi tudo e escolhi-te a ti. Só a ti.

A partir desse mesmo dia, aquela pessoa que me irritava quando passava de carro e olhava para mim começou a ser aquela pessoa que queria ter a meu lado. Se fosse agora voltava a escolher-te sem pensar duas vezes. Passaste a ser a pessoa que amo e que quero amar para sempre, mesmo sabendo que esse para sempre pode ser só até daqui a um segundo. Não tenho medo de o gritar aos sete  ventos, porque sei que tu és especial e sei que isto pode durar o tempo suficiente para sermos felizes. Prometi a mim mesma que não iria fazer asneiras para te perder porque já senti esse medo mesmo antes da relação começar. Sinto que és o tal, e sinto que daqui a uns anos quero que sejas o pai dos meus filhos. Mas se por azar isso não acontecer, vou ficar triste mas vou ter a certeza que fiz tudo para que esta relação não tivesse um fim. E volto a dizer que te quero, que te amo, que quero uma vida contigo, e que és o homem da minha vida e que quero que tudo o que temos dure para sempre mesmo que o para sempre acabe daqui a um segundo. Amo-te

Débora Gonçalves

também poderás gostar...