Acho que eu só te amei por solidão

Acho que eu só te amei por solidão.
Eu estava tão sozinha que quando entraste na minha vida e me mostraste os mais pequenos sinais de interesse, eu convenci-me de que eras tudo o que eu sempre quis.
Mas isso não era verdade, tu nunca foste um milagre, e tu nunca me amaste, eu apenas continuei a convencer-me de que tu o fazias. E eu acho que fiz isso porque precisava de ter alguém que me amasse.
Eu precisava de sentir a presença de outra pessoa. Eu precisava de alguém para querer estar aqui comigo.
Foda-se, estar sozinha põe-me fora de mim, mas agora eu estou mais assustada pelo amor, ou falso amor, ou o que quer que seja que nós tivemos, isto se foi mesmo qualquer coisa.
A verdade é que nunca foste a pessoa que eu vi. Nunca foste realmente bom o suficiente para mim e eu só percebi isso agora.
Quer dizer, eu olhei para ti como se pudesses mover montanhas, eu pensei realmente que eras como um universo todo numa só pessoa.
Mas tu nunca foste assim.
Eu inventei coisas na minha cabeça, a maneira que tu olhaste para mim nunca foi real, a maneira como falaste de mim nunca foi sincera. Era como se eu nem sequer existisse para ti, e isso não é amor.
Foste embora durante alguns dias e depois voltas quando eu estou finalmente a esquecer tudo, só para me fazeres lembrar que ainda estás aqui.
E eu disse a mim mesma que estava tudo bem. Eu disse a mim mesma que nós nos amamos, mas será que assim foi?
Eu só continuei a arranjar desculpas para estar mais próxima a ti, quando tu nunca as pediste, quando tu nunca te importavas das desculpas. E eu vejo isso tudo agora. Eu vejo o quão eu era estúpida por pensar que qualquer motivo significava que tu te importavas. Mas eu só queria amar-te. Eu só queria que me amasses realmente. Eu queria sentir algo. Eu acho que só queria ter alguém, porque ter alguém é sempre melhor do que não ter ninguém.
E no fim disto tudo, eu não te posso culpar. Tu nunca fingiste que me amavas, eu apenas me convenci a mim mesma que o fizeste.
Estava tudo na minha cabeça.
Foi tudo por solidão.
Eu parti o meu próprio coração ao amar-te. Eu sempre vi quem tu eras desde o início, mas eu só queria amar tanto alguém, e tu estavas ali.
Nem sempre foi agradável, mas tu estavas ali.
Sempre estivesse ali, mas não como eu queria, não da maneira que eu estava para ti, e foi isso que me partiu o coração.
Tu estavas lá, eu estava lá, mas não da mesma forma.

Eva Araújo

também poderás gostar...

Imagem

Amor bom é amor leve