Ainda te amo mas tu não mereces saber

Enquanto eu te ligar, mandar mensagem e provocar acredita que ainda me vou importando contigo. Agora, começa a te preocupar quando eu permanecer em silêncio, deixar de insistir e de demonstrar qualquer tipo de interesse em ti ou na tua vida. Cansei-me de dar tudo o que tenho a uma pessoa que não dá nem um pouco de si. Esquecia o meu mundo para puder tomar conta do teu.  Preocupava-me quando te deitavas tarde e no dia seguinte tinhas de te levantar cedo. Fazia de tudo para te surpreender e fazer feliz.
Eu nunca media esforços e fazia os possíveis e impossíveis para demonstrar todo o amor que sentia. Eu ouvi os teus desabafos, transportei os teus dilemas e preocupações como se fossem meus,  eu perdoei e compreendi-te inúmeras vezes mas acima de tudo eu deixei o meu orgulho de lado por ti. Sim, isso mesmo. O orgulho que deixava de lado ao dizer que gosto de ti, que me fazes falta e o mesmo ao pedir desculpa.
Eu sempre fui o calor quando da tua parte só existia frio. Eu fui a matemática para contar de um a dez para manter a paciência para suportar as tuas repostas secas e sempre fui o português quando escrevia uma declaração e no último momento apagava por entender que não merecias receber aquelas palavras. Deixei de  me preocupar comigo para poder te ajudar a ser feliz na ideia de que um dia  eu tivesse no teu lugar tu farias o mesmo por mim. Enganei-me. Quando mais preciso é quando mais te afastas. Então, decidi começar a ser feliz e começar a pensar mais  em mim.  Não deves ter  a noção da dificuldade de entregar-mos o nosso corpo e a nossa alma a alguém que não se importa e que não vale a pena continuar, que mais vale desistir e seguir em frente porque não há  nada que me dê motivos para permanecer contigo num presente sem futuro. Entende que são tantas as noites que passo em branco de volta dos meus pensamentos. São tantos os dias que ando por aí sem destino em busca de motivação para ficar.  Eu penso que a minha ausência para ti é indiferente ou então és tu que disfarças muito bem o que sentes e não admites que te congelo a alma quando sou fria e que te dói quando me afasto mas tu não me agarras para que fique e encontre tudo aquilo que preciso. Não sinto que me dês o devido valor.  Eu sei que sou muito mais do que tu mereces e vou fazer como me ensinas-te: tratar te como opção e não uma prioridade. Não digas que é a distância que separa as pessoas porque o que nos tem separado é a indiferença e o teu "tanto faz", porque eu preciso de alguém mas só de alguém que tenha a certeza de que também precise verdadeiramente de mim. Sim, eu ainda te amo mas tu não mereces saber.
Rafaela Rafael

também poderás gostar...