Hoje consigo ser eu de novo!

Quando acabámos senti-me ridícula. Fiquei desesperada pelo medo excessivo de ficar sozinha. Passava horas, dias inteiros no meu quarto a escrever, a escrever textos e textos e perguntas que te queria fazer, textos sobre momentos, sobre as pequenas lembranças que ainda me restavam.
Eu maltratei-me durante meses a fim, eu gritava, eu partia tudo o que tivesse à minha volta... mas o tempo passou, passou devagar de mais. Sabes quando me diziam "o tempo passa a correr!", definitivamente durante aqueles meses, não passou.
7 meses depois de termos terminado posso dizer que superei. Apesar do medo inacreditável que tinha, apesar de sempre achar que nunca mais ia ter alguém que gostasse de mim, superei.
Em pleno agosto saí, saí e diverti-me como nunca, naquela noite todos os meus amigos estavam lá e só me diziam "isto é a antiga Maria?" E eu parei um pouco, respirei fundo, sorri e disse "sim!"
Enfim, passaram mais 4 meses e embora ainda estivesses presente no meu pensamento, já saias dele facilmente.
E, há algum tempo atrás, num grupo de amigos, acabei por conhecer um rapaz, muito simpático por sinal, conversávamos horas e horas a fio, ele ouvia-me e apoiava-me em praticamente tudo. Até que ele convidou-me para ir a casa dele ver um filme.
Cheguei e ele abriu-me a porta, entrei e só o vi ajoelhado com um ramo de rosas vermelhas e disse-me "Tu és a rapariga mais incrível e bonita que conheço e não te quero mais apresentar para os meus amigos como amiga, quero gritar para todos que és a minha namorada, alinhas?" Eu comecei a chorar e aceitei, mas sabes? Hoje eu e ele completamos 3 anos de namoro, este ano já faço 18 aninhos e tu? Fazes 21 anos e continuas o mesmo, o mesmo corte de cabelo, o mesmo tipo de fotos mas não continuas com a mesma rapariga, apenas dormes com todas. Enquanto tu tens muitas e te sentes sozinho, eu tenho um e sinto-me a rapariga mais sortuda do mundo.
 Por isso, não acreditem que são todos iguais, talvez tenhamos que passar por algo mau, para darmos valor a algo bom.

Maria Santos

também poderás gostar...

Imagem

Amo-te, mas não dá.